COVID-19

Papel da nutrição nesta guerra

Para pararmos esta pandemia temos, MESMO, que ficar TODOS em casa. Excepto as pessoas que são imprescindíveis continuarem a trabalhar fora de casa. Para essas o meu obrigado!

A maneira como se alimenta vai dar ao organismo as ferramentas para se aguentar nesta guerra. Ele tem que estar preparado para lutar, não só contra o vírus, mas também contra a clausura. Isso vai obrigar-nos a parar! O nosso metabolismo vai desacelerar e por isso devemos ajusta os nossos hábitos alimentares. Vou passar a reforçar alguns conselhos que podem ser úteis.

Comer sopa!

A sopa é um alimento de baixo valor calórico, mas muito rica nutricionalmente.

É útil para nos "encher" a barriga no inicio da refeição. Para as pessoas mais idosas, nesta fase, até pode servir como jantar associando uma peça de fruta.

Organização diária das refeições

Quem me conhece sabe que eu utilizo muitas vezes este ditado popular: "Pequeno almoço de rei, almoço de príncipe e jantar de pobre".

O jantar deve ser a refeição mais ligeira que fazemos ao longo do dia. Não posso dizer aqui exactamente a composição que pode ter, porque as necessidades de uma criança são diferentes de um adulto, ou de um idoso. Mas posso dizer que o peixe é mais facilmente digerido do que a carne, assim como os legumes.

Água

A água é sempre indispensável à vida!

Nesta fase de confinamento às nossas casas, somos obrigados a movimentarmo-nos menos, por isso o nosso intestino pode começar a funcionar pior. A água e a ingestão de legumes e frutas podem ajudar. Devemos beber 1,5l de água por dia. E não só nós, mas também as crianças. Ficou assustado com este número. Não fique! Para quem tem dificuldade em beber esta quantidade, basta arranjar maneira de a tornar mais apelativa como: Beber na forma de chá - tendo sempre em consideração que devemos variar no tipo de chá Aromatizar a água - na internet existem várias ideias

Quantidade de calorias a ingerir diariamente

Como falei ontem ao estarmos fechados em casa, somos obrigados a movimentarmo-nos menos, por isso devemos reduzir o número de calorias que ingerimos diariamente. Tarefa difícil porque ao estarmos em casa mais nos apetece comer! O que fazer?

Refeições mais leves

Agora temos tempo para cozinhar. Podemos ir à internet e ligar aos nossos familiares e amigos para obter ideias e fazer refeições variadas, saudáveis, equilibradas e apetecíveis. Metade do espaço do prato deve ser ocupado por legumes. Podem ser crus(saladas) ou cozinhados: estufados, salteados, grelhados, assados.Utilize a sua imaginação! O prazer e equilíbrio nutricional que daí obtivermos pode ajudar-nos mais facilmente a ultrapassar esta crise.

Ter horas para comer

Na televisão alertam diariamente para tentarmos manter uma rotina diária. Termos horários!

Na alimentação isso também é muito importante, se não o fizermos vamos baralhar internamente o nosso organismo e mais comida ele nos vai pedir.